Alcoolismo Na Adolescência: Perigos, Prevenção e Tratamento

É durante a juventude que o ser humano passa por algumas das mudanças mais marcantes da sua vida, especialmente devido à transição da infância para a idade adulta. No entanto, as emoções e conflitos típicos dessa fase podem desencadear a dependência química e o alcoolismo na adolescência.

Orientar os mais jovens sobre os perigos ocultos que as bebidas alcoólicas trazem é de extrema importância para evitar que o consumo descontrolado afete o seu desenvolvimento e vivências sociais. Suas práticas e círculos de amigos também devem ser saudáveis.

Engana-se, contudo, quem pensa que beber é algo aprendido somente na rua. É estimado que quase 40% dos adolescentes experimentem álcool pela primeira vez na própria casa e na presença dos familiares. Os dados são graves, ainda mais por mostrarem como a naturalização do consumo da substância por menores vem do exemplo dos pais e responsáveis.

Para saber um pouco mais sobre o alcoolismo na adolescência e as formas de preveni-lo ou trata-lo, continue com a leitura.

Quais os perigos do alcoolismo na adolescência?

Muitos riscos são associados ao consumo de bebidas alcoólicas entre os adolescentes. Observe alguns destaques:

  • Aumento das chances de acidentes de trânsito, sendo a união entre álcool e direção a principal causa de óbitos entre jovens de 16 a 20 anos de idade;
  • Aumento do risco de dependência etílica ou dependência cruzada;
  • Redução do rendimento escolar ou acadêmico;
  • Aumento da exposição a Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs);
  • Alterações metabólicas e cerebrais graves;
  • Queda da capacidade cognitiva, com déficits de aprendizagem e de memória;
  • Aumento das chances de envolvimento com o crime;
  • Entre outros.

 

Como prevenir o consumo de álcool entre adolescentes?

A prevenção é sempre menos complexa e traumática que a recuperação de uma dependência química. Por isso, os investimentos em educação são tão importantes, bem como nas campanhas de conscientização dos males do alcoolismo na adolescência.

Além disso, as famílias também precisam manter uma diálogo franco sobre assuntos como esse. Persistir em tabus e preconceitos não colabora com a mudança de realidade que tanto precisamos.

Como realizar o tratamento do alcoolismo na adolescência?

Uma vez diagnosticado o alcoolismo na adolescência, é preciso buscar por auxílio junto a profissionais capacitados e que compreendam as particularidades dessa fase da vida. Encarar a recuperação como uma punição não é um método eficiente. Muito pelo contrário, pode fazer com que o adolescente se isole e se negue a receber ajuda.

Além disso, vale ressaltar que um alcoólatra, independentemente da sua faixa etária, precisa passar por um processo meticuloso e multidisciplinar para ter o vício devidamente controlado. Tome cuidado com promessas vagas ou duvidosas.

Também é indicado que a família participe dos grupos de apoio e atividades terapêuticas sugeridas pela instituição. Assim, torna-se muito mais efetiva a remissão e a manutenção da abstinência.

Para ter certeza de que fez a escolha certa, entre em contato com a equipe de profissionais da Clínica Reconduzir e informe-se sobre a recuperação de adolescentes alcoólatras. Algumas das unidades são dedicadas exclusivamente ao público de jovens e adolescentes.

Leave a reply